25 October, 2006

Aborto - Em nome de qual justiça?

"Quando a lei, votada segundo as chamadas regras democráticas, permite o aborto, o ideal democrático, que só é tal verdadeiramente quando reconhece e tutela a dignidade de toda a pessoa humana, é atraiçoado nas suas próprias bases: Como é possível falar ainda de dignidade de toda a pessoa humana, quando se permite matar a mais débil e a mais inocente? Em nome de qual justiça se realiza a mais injusta das discriminações entre as pessoas, declarando algumas dignas de ser defendidas, enquanto a outras esta dignidade é negada? Deste modo e para descrédito das suas regras, a democracia caminha pela estrada de um substancial totalitarismo. O Estado deixa de ser a "casa comum", onde todos podem viver segundo princípios de substancial igualdade, e transforma-se num Estado tirano, que presume poder dispor da vida dos mais débeis e indefesos, como a criança ainda não nascida, em nome de uma utilidade pública que, na realidade, não é senão o interesse de alguns."
(João Paulo II, In. Evangelium Vitae)

49 comments:

Anonymous said...

Então senhores inteligentes não se querem pronunciar...têm medo de ser atacados...ou já mudaram de opinião em relação ao aborto(chacina de crianças)

Anonymous said...

Eu não consigo olhar para estas imagens, são realmente chocantes e arrepiantes. Mas há muitos que não pensam como eu, estou me referindo principalmente às pessoas de S. Mateus seguidores devotos do PS (partido a favor da lei do aborto)

Anonymous said...

"Em pouco tempo vamos poder gozar a vida à vontade (TALVEZ), vamos poder engravidar sem preconceitos, porque vamos ter uma lei em Portugal que permite interromper a gravidez, uma lei que permite matar crianças, que não são seres humanos como voçês querem dizer, porque ainda não nasceram, não são nada"

É isto que se passa na cabeça de muitos de vocês, não é?
É isto que querem para o nosso País, pensem bem?

Anonymous said...

E então os Direitos das Crianças, já se esqueceram deles?

Anonymous said...

A vida é um Dom de Deus. Todos temos direito à vida,logo a partir do momento da concepção.
Eu também sou contra o Aborto

Anonymous said...

Sandra aí está um bom tema para debate.

Anonymous said...

ABORTO É UM CRIME, E QUEM ESTÁ A FAVOR É UM ASSASSINIO

Anonymous said...

Fiquei muito chocada com as imagens e não consigo compreender como é que alguém pode cometer um crime desses,sim,porque é um crime tirar a vida a um ser humano,um inocente que ainda nem veio a este mundo,mas que no fundo já é um ser com vida.Meu Deus,isto é horrivel!Como é que pode haver gente que ainda aprova e é a favor de uma coisa dessas? Onde está a consciência dessas pessoas?

Anonymous said...

Só peço a Deus que esta lei maldita não entre no nosso país.
É vergonhoso e triste ver pessoas que se fazem tão decentes apoiarem o aborto.

Anonymous said...

Estamos a falar em aborto e não nas "pessoas de S.Mateus seguidoras devotas do PS".Lá porque o governo quer legalizar a lei do aborto,não quer dizer que todas as pessoas pensem da mesma maneira.Ou será que isto foi apenas mais um pretexto para criticar uma cor politica.Não se pode falar em nenhum assunto sem meter partidos pelo meio?Pelo amor de Deus,TENHAM DÓ!

Anonymous said...

Não se venham defender agora, se há um ou outro contra esta lei, a maioria deve ser a favor

Anonymous said...

Quer queiram quer não é o SOCIALISTA que defende a lei do aborto.
Srs. Socialistas não sei se a maioria de vocês é a favor ou não, mas é o partido que apoiam, que acham ser o melhor, que quer a despenalização.
Então não me venham para aqui dizer que têm que meter partidos em tudo...

Anonymous said...

Será que a Sandra é a favor do aborto?

Anonymous said...

Eu não acredito que ela seja a favor do aborto.

Sandra Lopes Amaral said...

Não. Eu não sou a favor do aborto, até porque penso que de todos os crimes que o homem pode cometer contra a vida, o aborto provocado apresenta características que o tornam particularmente perverso e abominável. Em verdade vos digo que reivindicar o direito ao aborto e reconhecê-lo legalmente, equivale a atribuir à liberdade humana um significado perverso e iníquo: o significado de um poder absoluto sobre os outros e contra os outros. Mas isto é a morte da verdadeira liberdade.
Tenho dito!

Anonymous said...

Eu também tinha a certeza que ela não apoiava essa lei. Ela é uma rapariga decente e discreta

do arreeiro said...

Parabéns Sandra por apresentares este tema e esta citação do Papa João Paulo II.

Chamem o que quizerem (interrupção voluntária da gravidez ou despenalização do mesmo acto), mas não encontro outra afirmação senão esta:

ABORTAR É MATAR.

Anonymous said...

Não foi em São Mateus que há uns anos atrás se ouviu comentar um caso de aborto verdadeiramente sinistro? Acho que tenho uma vaga ideia.
Mas que por intermédio de alguns politicos este caso foi "abafado" e não deu em nada.
Não se lembram?

Anonymous said...

Então não digam que aborto e politica não andam de mãos dadas

Anonymous said...

Comentem agora, se é que têm alguma coisa para dizer

Anonymous said...

Mesmo que abortar nunca seje legal em Portugal, os abortos clandestinos irão existir sempre, e sem punição, por isso vai dar quase ao mesmo.
Eu também sou contra a despenalização

Contra Informação said...

Estamos a falar de São Mateus, mas concerteza eles são praticados por todo o sitio.
Não há justiça em Portugal, logo podem fazer tudo o que quiserem porque não há castigo.

Anonymous said...

Foi abafado por alguns politicos, mas penso que da mesma cor partidária

Anonymous said...

O nosso colega "Vigia do Canto" ultimamente anda um bocadinho afastado. Será que está a ficar com a mente esgotada.

Arlete Maria said...

Vocês agora estão muito mansos, porque alguém vos tocou na ferida, não é verdade?

Anonymous said...

Cada um tem a sua opinião e crenças. Faz parte da sua individualidade. Se sou bom cidadão, primeiro tenho de ter "cabecinha" para pensar por mim e não ser um simples seguidor da cor política.Portugal é um país maioritariamente cristão e nem todos são praticantes. Em São Mateus há uma minoria de não batizados e a Igreja está vazia (e o não batizado frequenta a dita igreja...........). Penso que este voto não tem a ver com rosa ou laranja mas com o parecer de cada um. Primeiro somos "pessoa" e não os fieis seguidores do Bin Laden desposto a ir até à morte. E digo-vos mais, este assunto é delicado de mais para ser banalizado com os sarcasmos políticos e de certeza que quem já praticou um aborto terá de lidar e viver com isso para o resto da sua vida. Quem somos nós para julgar os outros?

Anonymous said...

Eu sei muito bem que este voto deveria ter a ver com a consciência de cada um e não com partidos, mas na realidade concerteza não se vai passar assim. A maior parte das pessoas vão ir atrás do que o partido que sempre votaram defende, acho que isso vai falar sempre mais alto.
Digam-me se não tenham razão?

Anonymous said...

"Quem somos nós para julgar os outros?" Esta é uma frase que tem muito que se lhe diga.
O autor do comentário vem p`ra aqui dar uma de realista e de santinho. Não será ele que através dos comentários mais perversos, diz mal de tudo e de todos, rebaixando ao mais baixo nivel certas individualidades da nossa freguesia

Anonymous said...

Ao comentário que diz"Quem somos nós para julgar os outros"
É a primeira vez que entro em blogs, mas não posso deixar de dizer que o que se vê nestes comentários, são acusações, julgamentos, falsos testemunhos. Por isso pensem antes de fazerem as afirmações.

quem somos nós para julgar os outros said...

Agradeço que me chamem realista mas de santinho tenho pouco... Peço desculpa se ofendi alguém e garanto-lhe que não sou aquele que "só vê agreiro em olho alheio", muito menos rebaixar as pessoas desta freguesia, sejam quem forem. Mas desde já afirmo que o que mais me repugna é o cinismo e a mentira. E continuo a achar que os nossos votantes sabem pensar por si só, quando é necessário.

Anonymous said...

Os Senhores socialistas que costumavam fazer comentários neste Blog, calaram-se porquê? Não convém abrir a boca, não é verdade?

Anonymous said...

Devem estar impressionados com a rara inteliência do pessoal do PSD...

Anonymous said...

Aprenda Português antes de comentar. O pessoal do PSD não é inferior a você.

Anonymous said...

Deves ser um prodigio,de certeza que nunca te enganaste e nunca fizeste um erro ortográfico.Deves ser daqueles que quase não sabe escrever o seu nome e agora vens para aqui corrigir um errozinho de merda.

Anonymous said...

Se o erro é merda como diz, então você só faz merda. Por acaso até é engraçado

Anonymous said...

Como se tratam estas criaturas de Deus. Tenham calma...errar é humano...lol...lol...mas realmente foi um erro muito grave...lol...lol...Vão trabalhar...se calhar nas retretes ,(é lá que esta muito do conteúdo da vossa conversa)deixem-se de tolices...

Anonymous said...

Mas de merda percebes tu,porque um erro de merda não é qualquer um que consegue perceber que é um erro.

FUCK said...

A MULHER TEM DIREITO DE OPÇÃO!

QUEM ÉS TU PARA DECIDIR POR QUEM QUER QUE SEJA.

VIRGENS ARREPENDIDAS!!!

NÃO SERÁ MELHOR FAZER EM SEGURANÇA E COM BOAS CONDIÇOES DE SAUDE!!!!!

SOU A FAVOR DA LIBERDADE MAS COMPREENDAM NAO A FAVOR DO ABORTO COMO CONTRACEPTIVO.

lIBERDADE HOJE E SEMPRE SIMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM

ASBM said...

As pessoas antes de virem para aqui falar de boca cheia deviam informar-se sobre os assuntos que discutem!! As imagens apresentadas realmente representam actos de crueldade e que devem ser repreendidos por lei. No entanto, não se deve confundir o que está apresentado com legalização do aborto pois este nunca será permitido após as 10 semanas de gestação (prazo muito inferior áquele que está em vigor nos outros países onde este já está legalizado) e os bebés que as imagens apresentam já têm muito mais do que isso. Não importa aqui quem é a favor ou quem é contra, e muito menos a cor política de quem apoia ou de quem se opõe, o importante é que as pessoas se informem sobre os temas para depois poderem discuti-los publicamente e não dizerem baboseiras do género das que são aqui ditas.

Anonymous said...

Você é uma pessoa muito culta, nunca diz baboseiras. Quem é você para dar ordens às pessoas e fazer repreensões. Talvez seja daqueles que nem sabe o seu próprio nome.

Anonymous said...

world
o aborto é um crime, mas existem circunstancias em que a sua aplicação é melhor do que o nascimento de uma criança. será que ja pararam para pensar nas consequencias que pode trazer para uma familia o nascimento de uma criança com deficiencias fisicas e mentais? será que ja pensaram no que sera de uma criança que nao tem as condições mininas de segurança e de higiene? será que ja pensaram no que é uma munher ser violada e engravidar e nao querer ter esse filho, o que lhe pode afectar psicologicamente? reflictam o assunto e talvez cheguem a conclusão de que em certas circunstancias o aborto é uma medida certa a adoptar

Anonymous said...

Sandra, já que apresentaste aqui a temática do aborto, penso que deverias também mostrar tidas as circunstâncias actuais. Perante isto é impreterível citar a lei actualmente em vigor:

- o aborto não é punível quando (causas de exclusão da ilicitude – artº 142º) for efectuado por médico, ou sob a sua orientação, em estabelecimento de saúde oficial ou oficialmente reconhecido, com o consentimento da mulher grávida quando:
a) constituir o único meio de remover perigo de morte ou de grave e irreversível lesão para o corpo ou para a saúde física ou psíquica da mulher grávida ou casos de fetos inviáveis (sem limite de tempo);
b) se mostrar indicado para evitar perigo de morte ou de grave e duradoura lesão para o corpo ou para a saúde física e psíquica da mulher grávida e for realizada nas primeiras doze semanas de gravidez;
c) houver motivos seguros para prever que o nascituro virá a sofrer, de forma incurável, de doença grave ou malformação congénita (aborto eugénico), e for realizado nas primeiras 24 semanas;
d) a gravidez tenha resultado de crime contra a liberdade e autodeterminação sexual (por exemplo, violação) e a interrupção for realizada nas primeiras 16 semanas.

Penso que anda muito boa gente enganada com esta história do aborto...

Anonymous said...

Muitos andam enganados, mas tu então estás muito bem informado. Copiar eu também sei

Anonymous said...

Pois se sabes copiar parabéns! Como podem ver citei a lei actualmente em vigor porque recentemente encontrei um grupo de pessoas que discutia sobre o polémico tema do aborto e apercebi-me de que parte dessas pessoas não fazia ideia que a actual lei permitia o aborto nas circunstâncias referidas, pensavam que o novo projecto-lei ainda não apresentado é que viria permitir, por exemplo, o aborto em casos de violação; essa situação já estava contemplada na lei em vigor. Por favor não desconfiem de tudo e de todos senão daqui a pouco a nossa sociedade vai pelo cano.

Anonymous said...

Não são mais ignorantes do que tu

Anonymous said...

fico muito triste quando se fala de aborto e da sua legalização como se fala da lista das compras deste mês e pior do que isso é meter politica no meio!..mas contra isso nada posso fazer...
é verdade que anda prai tanta gente que nao os pode ter e tantos que os tem aos pontapes sem as condições minimas mas tambem é verdade que orfanatos e casas de acolhimento estao cheios de crianças e jovens nao vejo ninguem os ir la buscar porque todos querem bébés e todos ficam muito chocados quando se fala do aborto e é um escandalo não é! e entao essas outras crianças que estão morrendo á mingua com falta de amor e carinho e afecto de um pai e de uma mãe, isso nao vos choca???? pois a mim incomoda-me mais do que um aborto.

Anonymous said...

O diabo que leve a escolha...

Anonymous said...

Se uzarem tripinha de certeza não haverá abortos.

Anonymous said...

E quando o aborto é praticado em casa e depois o feto é enterrado na vinha do vizinho, como é que se chama?
E depois arranjam politicozinhos de merda que são amigos do avô e este vai pedir o favor para remediarem o aassunto e esconderem da opinião pública mas tudo vem-se a saber