07 January, 2007

A minha estrada para a Felicidade


"A estrada da tua felicidade não parte das pessoas e das coisas para chegar a ti; parte sempre de ti em direcção aos outros."


(Michel Quoist)

3 comments:

Anonymous said...

Imagem bonita. O irmão com a irmã nos braços.
Porque não fizeste um aborto? Já tinhas um filho.
Não é isto o que se pretende com as eleições de 11 de Fevereiro?
Será que aquelas que gritam pelo sim já sofreram as consequencias de fazer um aborto?
Já pensaram que a maioria das mulheres que pretendam fazer um aborto nunca irão recorrer aos hospitais com receio que se saiba do acontecimento? Não vá o diabo tece-las e os maridos saberem.
É que na maioria dos casos, perguntem aos "chefes"?
Pensem seriamente nisto.
Desculpa Sandra, mas não me vou identificar, para não criar mais suspeições como o que sucedeu já anteriormente que se preocuparam com quem era fulano do que com o assunto em questão.
Aceita a minha admiração e respeito.

Sandra Cristina Lopes Amaral said...

Fico-lhe eternamente grata por saber que me admira e respeita (é das poucas pessoas que o faz).
Em relação à questão "Porque não fizeste um aborto?", devo dizer-lhe que jamais o faria.
Sou, como já disse e escrevi várias vezes, contra a interrupção voluntária da gravidez. Assim sendo, nunca tomaria uma atitude que fosse de encontro às minhas crenças e convicções.
E que assim seja!

Anonymous said...

Sandra:
Eu sabia. Nunca tive duvidas. No entanto,levantei o problema para alertar as pessoas sobre este "consciente assunto".
O assunto é mais sério do que parece. Distribuiem-se nas escolas preservativos. A sida aumenta e para resolver a questão, fecham-se as Maternidades e criam-se Clinicas especiais para que os abortos sejam feitos com "limpeza".
Como é possivel tudo isto em pleno sec.21? Sim, porque afinal, não são precisas as Maternidades...como é obvio.Não sou eu que digo, mas sim o Governo
que nos impôem as suas leis.